Capitão Fragata e o Canto das Sereias

Trecho extraído da peça

“Capitão Fragata”

de

Glaucio Gomes

NUM CANTO DE UM VELHO PORTO ABANDONADO, UM COLCHÃO, UM VELHO COBERTOR, UMA TROUXA DE ROUPAS JUNTO A UM RETRATO DE UM MARUJO, FORMAM UMA CASA SOB UM TOLDO VELHO, QUE JÁ FORA UMA VELA DE NAVIO. É LÁ QUE VIVE O CAPITÃO FRAGATA, VELHO LOBO DO MAR. SEU AMIGO GABRIEL, UM MENINO DE 10 ANOS, VAI SEMPRE VISITÁ-LO PARA OUVIR SUAS HISTÓRIAS DO MAR!

GABRIEL

Me dê esta garrafa capitão, o senhor já bebeu tanto rum que não se agüenta em pé.

FRAGATA

Ora novato, isto ainda não foi nada, Eu poderia tomar todo o rum do mundo e ainda seria capaz de dar cabo de dez piratas e uma vez só e continuar em pé…

GABRIEL

Dez piratas de uma vez só?

FRAGATA

E com uma mão só… Gabriel , eu já contei como escapei do canto das sereias? Eu estava no mar já fazia quatro meses e nada de encontrar terra. A comida do navio estava no fim e meus marinheiros já davam sinais de desespero, mas eu mantinha minha mente clara e o navio no curso. Um capitão deve inspirar confiança em seus marinheiros… E eu estava lá segurando o timão e me mantendo firme como o grande mastro. Eu e o navio éramos um só.

GABRIEL

E as sereias capitão?

FRAGATA

Sim as sereias… Estava ali firme, quando de repente ouvi um canto que parecia vir do céu. Era como o vento passando apertado entre os rochedos… Foi quando apareceu uma linda menina, tinha o cabelo muito comprido e a pele mais branca que a espuma do mar… Seus olhos eram tão azuis como o mais lindo coral… Aos poucos foram aparecendo outras meninas e mais outras e ainda mais… O canto era cada vez mais suave e cada vez mais encantador, parecia o céu no mar… Eu estava completamente em transe quando de repente um som diferente, muito agudo, penetrou no meu ouvido me libertando, era uma baleia branca muito grande e muito bonita. Seu canto me despertou do encanto e pude ver que meus homens estavam completamente enfeitiçados e haviam abandonado seus postos deixando o navio a deriva na direção dos rochedos.

GABRIEL

E seu barco afundou capitão?

FRAGATA

Não me interrompa marujo, eu ainda não terminei… Onde estávamos mesmo?

GABRIEL

Nos rochedos …

FRAGATA

Sim nos rochedos…(retoma apaixonadamente) parecia que seria o nosso fim… Eu tentava lutar contra o feitiço das sereias mas seu canto tinha a ternura de cantigas de acalanto! Estávamos entregues ao nosso destino… Foi aí que aconteceu…! Foram aparecendo uma baleia atrás da outra até que havia tantas baleias no mar quanto estrelas no céu, e comandadas pela gigantesca baleia branca, se aproximaram do barco encostando seu bico no casco e usando a força de suas barbatanas empurraram meu barco para longe dos rochedos, até que as lindas sereias saíssem de nossas vistas e o acalanto parasse de ecoar em nossos ouvidos.

GABRIEL

Puxa capitão que história linda !

FRAGATA

Se você me der outro gole eu conto outra !!!

GABRIEL

Por hoje chega de rum ! Além disso, piratas, sereias e enormes baleias brancas não existem mais!!

FRAGATA

É claro que existem, eu não estou lhe dizendo que fui salvo das sere…

GABRIEL

o senhor está é bêbado!!!

FRAGATA

(falando num momento de lucidez)

Escuta aqui novato, eu posso estar mais bêbado que uma foca, mas eu sei o que estou falando! Os tempos mudaram é verdade, hoje o mundo é cibernético! O computador tomou conta de tudo… Mas eu também sei que os piratas nunca deixarão de existir… Eles estão aí fora…Em todas as partes…. você não os reconhece porque eles não usam mais as mesmas roupas nem andam em navios com a bandeira da caveira….Mas eles estão aí, saqueando, explorando os mais fracos (tira uma garrafa de sua sacola e suaviza o tom) Mas eles que se cuidem porque o Capitão Fragata vai acabar com todos eles! Tenho muitas aventuras para te contar Gabriel, mas agora acho que vou dormir um pouco.

(se deita cantarolando sua música abraçado à garrafa, até que adormece)

Se você gostou deste post, escreva um comentário e/ou cadastre-se em nosso feed.

Comentários

Amigo Marcio Trigo, parabéns pelo Blog, excelente leitura! Quem me avisou sobre ele foi o Glaucio Gomes, um ator querido com quem trabalhei no Cilada. Autor de um belo texto tb. Abraços.

Sensacional!
Fico imaginando com que orgulho seus filhos, especialmente o Gabriel (que deve estar todo prosa) vão mostrar, por toda a vida, esta história, prá deus(es) e todo-o-mundo…
Vamos conversar; acho que eu, você e a Cora (filha do Gustavo Ottoni) podemos pensar um lance aí… Sei não… Depoist e falo…
PARABÉNS!!!…
Vou avisar para algumas pessoas que precisam ler isso aqui; tua história e o Blog todo.
BJS!

GG, adorei o seu Capitão Fragata. Gostaria de ler tudo. Foi uma grata surpresa. Bjsss.

Escreva um Comentário

(obrigatório)

(obrigatório)